Enem Questões Anuladas

Confira quais são as questões anuladas do Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio está melhorando a cada dia que passa, porém alguns fatos negativos não passam muita credibilidade em alguns casos como provas roubadas, problemas de avaliações e questões vazadas, porém para um exame desse porte, nada de muito alarmante e o MEC já está trabalhando bastante para que não aconteça mais esses tipos de problemas nas próximas edições.

A Justiça Federal do Ceará decidiu anular 13 das 14 questões do Enem que constavam de uma apostila do colégio Christus, de Fortaleza. A decisão é válida para os alunos do cursinho Christus.

O site Clic Vestibular disponibilizou na época as questões que foram anuladas. Entre as anuladas, estão as questões do caderno amarelo, como 25, 29, 33 e 34 (das questões de ciências humanas); 46, 50, 57,74 e 87 (de ciências da natureza); 141, 154, 173 e 180 (de matemática); e questão 173 (de linguagem e códigos).

Segundo o TRF a decisão da justiça é discricionária e coube ao MEC avaliar quais as questões serão anuladas de fato. Segundo o MEC, os alunos do Christus terão ao todo (com as anulações) corrigidos 166 questões, mas o prejuízo foi mínimo, devido à utilização da Teoria de Resposta ao Item (TRI) na elaboração da prova. Para os demais 4 milhões de candidatos, todas as questões serão consideradas válidas.

Como o pedido de anulação só foi feito para o Ceará, especialistas apontam que a anulação deveria ter sido feita em nível nacional. Segundo os especialistas, o efeito da avaliação do ensino médio seria melhor se todo o exame fosse anulado. Mas, por questões financeiras, o MEC preferiu anular apenas algumas questões.

Nessa história quem mais sofreu foram os alunos, que se esforçaram e tiveram muitas questões anuladas no Enem. Inclusive, alguns estudantes se mobilizaram através de uma rede social, o Facebook. Entre as cidades envolvidas na manifestação estão o Rio de Janeiro, Niterói, Porto Alegre, Cuiabá, São Paulo e muitas outras. O protesto ficou conhecido como “Vexame Nacional do Ensino Médio” que os estudantes reivindicaram mais segurança na realização do exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *